Provisão divina – Palavras que edificam

Há sempre muita discussão sobre prosperidade, provisão de Deus ou qualquer outra coisa relativa a bens materiais e dinheiro. O homem sempre cria problemas com temas relacionados a esse assunto, mas na Palavra de Deus há princípios bíblicos que não devem ser ignorados por aqueles que amam a Deus e têm prazer na sua vontade.

Precisamos ter cuidado para não compactuarmos das ideias  do time dos “Judas”. A Bíblia diz que Judas tinha “a bolsa”, ele era uma espécie de tesoureiro, mas era  ladrão. Por isso, quando Maria quebrou o vaso de alabastro, com um perfume caríssimo, para ungir os pés de Jesus, Judas censurou-a: Que desperdício! Não poderia esse perfume ser vendido e o dinheiro ser doado aos pobres? Ele não amava os pobres e não estava interessado em repartir nada com eles. Nenhum ladrão é generoso ou sensível à necessidade alheia.

É comum se ouvir que todos os pastores são ladrões. Muitos tomam isso como verdade e, por isso, não entregam o dízimo ou ofertam na Casa do Senhor nem em nenhum outro lugar que precisa de mantimento para que a obra de Deus avance. Os que falam isso e deixam de obedecer aos princípios divinos, não são confiáveis. Se eles nivelam todos os líderes eclesiásticos à infidelidade,  certamente agiriam como Judas, se estivessem no lugar deles.

O vídeo a seguir, traz com muita propriedade o dar e receber, o semear e colher, como princípios espirituais que devem ser aprendidos e observados por todos que temem o Senhor.  Deus é fiel, sua contabilidade é divina e seus princípios  invioláveis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *