Ele se importa

Perguntou-lhe Jesus: Você gostaria de ser curado? O homem respondeu: Não consigo, Senhor, pois não tenho quem me coloque no tanque quando a água se agita. Alguém sempre chega antes de mim. Jesus lhe disse: Levante-se, pegue sua maca e ande! No mesmo instante, o homem ficou curado. Ele pegou sua maca e começou a andar. João 5.6-9

Perguntas que chegam no momento certo são como se fossem a calmaria chegando em meio a ventania. Não falo daqueles questionamentos por mera curiosidade, mas perguntas que revelam o olhar cuidadoso que enxergou uma alma. Jesus era expert nisso. Pessoas que passavam despercebidas em meio a multidão eram o foco da sua atenção. Aquele homem devia pensar por muito tempo o porque de não ser ajudado, de não o ajudarem a levá-lo até à àgua, afinal foram 38 longos anos. Como deveria estar esse homem? 38 anos de tentativas frustradas, invisível no meio de tantas pessoas. Mas ele ouve uma pergunta que seria melhor do que a própria entrada no tanque. Eis que ele foi visto. O Amor o encontrou. Ele deve ter se sentido como se o próprio Jesus o tivesse levado nos braços até às águas. O homem encontrou não apenas a cura física, mas também a cura para o seu coração. “Eu fui visto, Ele se importou”.

Jesus era Mestre em abordar as pessoas. Ele via e ainda vê os mínimos detalhes. Ele se importa.

Quando o Amor vem ao nosso encontro, precisamos tomar uma atitude. Devemos deixá-lo passar pela porta do nosso coração e andar sobre as novas revelações que nos foram dadas. Eis que a cura chegou como calmaria. Ele se importa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *