Vontade ou Permissão de Deus?

Todos os dias, muitas coisas ruins acontecem pelo mundo afora. São acidentes, doenças, injustiças, violências, misérias e tantas outras mazelas que afligem a humanidade. Costumamos sempre ouvir que tudo é a vontade de Deus. Deus é Soberano, é verdade, mas, será que tudo o que acontece é a  Sua vontade?

Apesar de tudo ser atribuído a Deus, essa ideia não é verdadeira. Se assim fosse, Deus seria responsável por toda maldade do mundo, e  homem nenhum deveria responder por seus atos.  A própria Palavra de Deus diz que a vontade de Deus é boa, agradável e perfeita. As desgraças que afligem a humanidade é incompatível com um Deus justo e bom. Infelizmente, encontramos tantas pessoas, até aquelas que já tiveram um encontro com Jesus, culpando Deus quando alguma coisa não dá certo em suas vidas e ao redor do mundo. Se não anda bem nos negócios, “Deus quer que assim seja”, se alguém está doente “faça-se a vontade de Deus, se morre, “Deus assim o quis”, se o avião cai, “Deus sabe todas as coisas”. Apesar da instrução bíblica: “Em tudo dai graças”, em tudo, não por tudo, nem tudo é a vontade de Deus. Muita coisa Ele permite, já  que o homem foi criado com direito a escolhas.

O mundo jaz no maligno. Ele é o príncipe deste mundo,  pelo tempo determinado para ele, através da legalidade adquirida com a desobediência do primeiro homem. Foi o homem que deixou satanás entrar no mundo para participar do governo da Terra, função  delegada por Deus ao próprio homem. O diabo veio para matar, roubar e destruir. Muitos males que assolam a humanidade é obra direta das trevas. Até tragédias naturais podem ser provocadas pela força do mal. Os discípulos de Jesus estavam em  alto  mar  e foram surpreendidos por uma grande tempestade. Jesus repreendeu o mar, e ele se acalmou. Se a tempestade tivesse vindo de Deus, Jesus não a repreenderia. Enquanto satanás age neste mundo para afligir os homens, Jesus veio para dar vida e vida em abundância.

Ao homem foi dado o livre arbítrio, ele é responsável por suas próprias escolhas e colherá os frutos relacionados com elas.  Muitas coisas más poderiam ser evitadas, se o homens obedecessem  aos princípios da Palavra de Deus,  que são fonte de vida e refrigério. Tal como um filho que deseja sair para curtir a noite, mesmo contra a vontade do pai, e é surpreendido por assaltantes que levam tudo dele, não poderá acusar o pai pela desventura sofrida.    De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados. Lamentações 3.39. Tomemos,  também, como exemplo,  uma doença resultante de hábitos alimentares desregrados que levam ao prejuízo da saúde. A doença decorrente, e até a morte, não foi a vontade de Deus. Tantas outras coisas acontecem, por vontade e escolha exclusiva do homem, pela ganância, inveja e egoísmo que levam a prejuízos irreparáveis e não terminam com um final feliz. Com certeza, Deus não escreveu essa história. ´Vontade é diferente de permissão. Deus respeita, muitas vezes, até contra a Sua própria vontade, o que Ele estabeleceu no início, como as leis naturais e a própria decisão do homem. Contudo, Deus pode transformar o caos estabelecido quando  o homem se volta para Ele, retirando-o das mãos de satanás e entregando-o a Deus, através do arrependimento de suas más obras e da oração.

Definitivamente, nem tudo o que acontece no mundo é a vontade de Deus. Aprendamos a nos humilhar diante de dEle, reconhecendo que todo o nosso infortúnio foi plantado por nossas próprias escolhas!

Portanto, comerão do fruto do seu caminho e fartar-se-ão dos seus próprios conselhos. Provérbios 1.31

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *